A Simetria do Amor

Marcial Losada

"A maior simetria que a humanidade pode encontrar é o amor.

 

O amor requer simetria entre expressar o melhor de si e ajudar os outros, para que possam expressar o melhor de si mesmos.

 

O amor é a conectividade mais profunda e duradoura, aquela que une corpo e alma num abraço onde eu e você somos transformados em nós.

 

O amor prospera com as perguntas que mais revelam, porque assim obtém as respostas que mais anseia.

 

O amor expande os espaços que habitamos, fazendo palácios de moradas humildes.

 

O amor obtém resultados que contam, porque o si mesmo se perde para se encontrar novamente na vastidão do ser.

 

O amor torna possível o impossível porque nos mostra os limites que impomos quando permanecemos trancados em nós mesmos. "

 

Com amor,

 

Marcial Losada

Meta Learning e a Evolução

Marcial Losada

O Meta Learning, em grande parte, consiste em aprender que o ambiente lá fora não é o ambiente que nossos ancestrais tiveram que enfrentar para sobreviver. Conseguimos criar ambientes mais seguros, onde ainda existem perigos, mas muito menores do que os que nossos ancestrais enfrentaram.



O problema reside em que, mesmo que tenhamos mudado nossos ambientes, não nos mudamos. Apenas 1 em cada 5 adultos nos EUA consegue florescer. Essa estatística nos diz que a maioria das pessoas vê o mundo como um lugar escuro. Mas o ambiente hostil com que nossos ancestrais tiveram que lidar não está mais lá fora, está dentro de nós na forma do viés da negatividade. Embora a negatividade seja um presente da evolução para nos proteger dos perigos, é um presente antigo. Não foi atualizado em nossos cérebros. Temos que fazer a atualização com a ajuda de outras pessoas.

Em um ambiente hostil, as pessoas se concentram em si mesmas, lutam por sua sobrevivência tentando convencer os outros de suas opiniões, em vez de questionar os outros sobre as suas, e são mais negativas do que positivas para lidar com os perigos reais e imaginários. Ao prestar mais atenção à negatividade do que à positividade, acabamos presos no que é chamado de atrator de ponto fixo na dinâmica não linear. Um atrator de ponto fixo é como um buraco negro, só que este não está lá fora no universo, mas dentro de nossas cabeças.

​Para descobrir o que está REALMENTE lá fora e não apenas em nossas cabeças, precisamos focar nos outros tanto quanto nos concentramos em nós mesmos e precisamos fazer mais perguntas para descobrir o que está bem e funcionando em nosso mundo. Se formos capazes de fazer isso, podemos deixar a atração do ponto fixo e sermos capazes de ver e apreciar o que realmente está por aí. Ao liberar nossas mentes, conquistamos um novo mundo. Isso é o que chamamos de Meta Learning.